Olá pessoal!
Para começar eu gostaria essa discussão com o pensamento de Bakunin, filósofo anarquista, do livro deus e o estado dele: "... existem 3 coisas que aliviam a miséria humana, 2 são efêmeras; o cabaré( leia-se boteco e pute...) e a religião, e a terceira e mais efetiva é a revolução social...", e eu me mudei a pouco tempo para a periferia e reparei que aqui tem ou nóia ou crente, e daqueles bem encardidos. Eu queria saber sem fazer uma revolta anarquista, que leva tempo, daria para diminuir a religião na periferia? Pessoalmente acho que não.

E também perguntar vocês só não creem em deuses ou fazem algum tipo de ativismo?

Views: 25

Replies to This Discussion

A religião forte na periferia é uma das consequências da "falta de educação" das pessoas. Quando você não pensa e não questiona, toma por certo o que aprendeu na infância por meio da autoridade (dos pais, de um ídolo ou coisa assim)... não há como "convencê-las"... o que pode ser feito é instiga-las a pensar, a questinar, a aprender cada dia mais sobre tudo, elas aprenderão a questionar seus próprios valores por sí próprias. Por isso não vejo com bons olhos o ativismo ateu, ou a "pregação do ateísmo" mas o incentivo ao pensar e ao questionar. Penso que isso só mudará aos poucos, com um trabalho contínuo de incentivo ao questionamento, e isso no decorrer das próximas gerações. Não vejo nada eficaz no curto prazo.

Carlos H.
http://leitecommangafazmal.blogspot.com (Ateísmo e superstição).
Hahaha , um pouco dramático mas não deixo de concordar com o vídeo do Bruno.
Só acho que é impossível tirar a religião assim tão facilmente , como já foi comentado a religião tem um lado bom, apesar de ser algo ilusório ela não deixa de ser um alivio para o povo e para os 'doentes mentais' também.
O Bruno lê muito Bakunin!
Tá certo!

RSS

© 2018   Atheist Nexus. All rights reserved. Admin: The Nexus Group.   Powered by

Badges  |  Report an Issue  |  Terms of Service